Talvez Danilo Soares não imaginasse os rumos que sua vida tomaria em 2015, quando a gráfica em que trabalhava como gerente anunciou o fechamento. Entre incertezas, o gráfico, que já possuía quase 20 anos de experiência no segmento, optou por arriscar e iniciar seu próprio negócio. Nascia ali a Dprint que, como o próprio Danilo gosta de afirmar, é uma família, composta por antigos colegas de trabalho e um sonho – sonho, este, que já é realidade e que, mesmo em um período de crise, cresce cerca de 30% ao ano.

E Danilo quer mais. Quando montei a gráfica, tentei aplicar tudo o que aprendi. Um dos principais focos era a gestão financeira. Outro diferencial sempre foi, e continua sendo, o atendimento ao cliente. Queremos atender a todos, sem distinção de tamanho ou demanda, com a mesma qualidade e rapidez, afirma.

Dprint

Para atender de modo amplo e irrestrito o mercado, a Dprint investiu em diferentes tipos de tecnologias – desde impressoras digitais de pequeno porte, até equipamentos de produção, impressoras de grandes formatos para comunicação visual e sistemas de acabamento.

Contudo, as mudanças de mercado e de tecnologias fizeram com que o empresário revisse seus investimentos. Recentemente, pela primeira vez na história da Dprint, foi instalado um equipamento da marca Konica Minolta – no caso, a impressora AccurioPress C6100.